Idib abre inscrições para processo seletivo do Ministério da Economia com 590 oportunidades

As vagas ofertadas são para técnicos em administração, contabilidade e informática e bacharéis em diversos cursos de graduação

Por Redação em 08/02/2021 às 14:46:09
(Reprodução)

(Reprodução)

A partir das 14h dessa segunda-feira, 8, estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Ministério da Economia, em Brasília. São 100 vagas imediatas e 490 de cadastro reserva para quatro cargos que exigem formação acadêmica de nível médio técnico e ensino superior, com salários iniciais que vão de R$ 1.700 (técnico em administração, contabilidade ou informática) a R$ 6.300 (bacharel em administração, economia, contabilidade ou direito).

Os interessados devem acessar o site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib) https://www.idib.org.br até às 23h 59 do dia 14 de março de 2021. A taxas, cujo valores variam entre R$ 36 e R$ 38 reais, deverão ser pagas até 24 horas após a emissão do boleto no ato da inscrição. As provas estão previstas para o dia 11 de abril em Brasília. O prazo de duração dos contratos dos candidatos habilitados será de um ano, podendo ser prorrogado por até cinco anos.

Pandemia

O Idib tem o compromisso de zelar pela segurança de todos os envolvidos em exames e demais eventos da instituição. Portanto, assim como vem realizando em outras provas pelo país, a banca atenderá às normas sanitárias vigentes para o enfrentamento do novo coronavírus, higienizando e desinfetando os locais de provas com a pulverização de produtos químicos utilizados em ambientes hospitalares, aferindo a temperatura corporal dos participantes, oferecendo álcool gel e tapetes sanitizantes na entrada e, também, garantindo o distanciamento social mínimo de dois metros entre as pessoas. O uso de máscaras faciais será obrigatório para todos os presentes.

Fonte: Com informações da MPF Comunicação - Midiática: Palavra & Foco

Comunicar erro
Saneago
CMOC Queimadas
Sefac 10 anos Super

Comentários

Goiania Meio Ambiente AMMA