Camara Municipal de Cumari Institucional
Sistema FAEG-Ao seu lado sempre que precisar

Goiás registra queda de 95% no número de fugas em unidades prisionais

Em 2018, 354 presos escaparam de presídios do Estado. Em 2021, foram registradas 19 fugas, sendo que oito presos foram recapturados pelas forças de segurança. Estudo da Gerência de Inteligência e Observatório da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária de Goiás revela que índice cai a cada ano

Por Redação em 06/01/2022 às 20:37:47
A DGAP ressalta que das 19 fugas registradas em 2021, oito presos foram recapturados pelas forças de segurança, ou seja, mais de 40% voltaram para o sistema penitenciário para cumprir penas (Foto: DGA

A DGAP ressalta que das 19 fugas registradas em 2021, oito presos foram recapturados pelas forças de segurança, ou seja, mais de 40% voltaram para o sistema penitenciário para cumprir penas (Foto: DGA

Goiás registrou apenas 19 fugas no ano passado. Estudo da Gerência de Inteligência e Observatório da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) indica que o número de fugas nas unidades prisionais do Estado diminuiu quase 95% de 2018, quando 354 presos fugiram das unidades prisionais do Estado, para 2021. Os dados revelam que o índice diminui ano a ano. Em 2019 e 2020, foram registradas 211 e 69 fugas, respectivamente.

A DGAP ressalta que das 19 fugas registradas em 2021, oito presos foram recapturados pelas forças de segurança, ou seja, mais de 40% voltaram para o sistema penitenciário para cumprir penas. Este levantamento apresenta dados desde o início da implantação do observatório do sistema prisional, que aconteceu no decorrer de 2017.

Para o diretor-geral de Administração Penitenciária, Josimar Pires, a redução no número de fugas está diretamente ligada ao alinhamento dos procedimentos de segurança penitenciária. "O POP [Procedimento Operacional Padrão] foi adotado em 2019 e está padronizando o modo de atuação dos servidores dentro das unidades prisionais. Isso resultou em diminuição das ocorrências negativas, proporcionando mais segurança a todos", explica.

Outro fator determinante para a segurança dentro dos estabelecimentos prisionais foram os investimentos realizados pelo Governo de Goiás e União. Nos últimos três anos, foram quase de R$ 44,5 milhões investidos no sistema penitenciário goiano. "São muitas ações para aumentar a segurança dentro dos presídios e proporcionar melhores condições de trabalho para nossos servidores Adquirimos viaturas, portais para detecção de metal, scanners corporais, armamentos, munições, coletes balísticos, algemas, pistolas, entre outros materiais", destaca o diretor-geral.

A Polícia Penal de Goiás também tem investido em procedimentos de inteligência e trabalhado de forma integrada com as forças policiais de Segurança Pública para combater a criminalidade no Estado. As operações conjuntas resultam em mais ações de segurança penitenciária.

Fonte: Com informações da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)

Comunicar erro
Campanha Dengue Julho 2022 Saude Davinopolis

Comentários