Campanha Dengue PM Tres Ranchos
Campanha Camara Municipal de Tres Ranchos Outubro 728 x 90
Campanha Negocie Ja Secom Abril 2024 1

Catalão: Parlamentares realiza sessão Intinerante junto a manifestação dos proprietários rurais que vem travando luta com as mineradoras

Por Redação, Carlos Duarte - Reportagem: Ivone Rodrigues em 26/05/2023 às 06:36:47

Na última terça-feira (23/5), em Catalão, os parlamentares que compõem a Câmara Municipal de Vereadores, fizeram uma Sessão Itinerante junto a manifestação dos proprietários rurais que vem travando uma grande luta junto a mineradoras que exploram o subsolo para a extração de ricos minérios, muitos deles raros.

Os proprietários rurais alegam que situações inaceitáveis vêm acontecendo, onde as empresas ajuízam a desapropriação, pagando valores insignificantes as terras, causando desespero a moradores das comunidades da zona rural afetada: Macaúba e Coqueiros, onde a maioria tem como a agricultura e a pecuária familiar.


Após realizarem os trabalhos no plenário os vereadores: o presidente da Casa de Leis-Jair Humberto (SD), Anísio Pereira- Sargento Anísio (PODE), Claúdio Lúcio Rodrigues - Kaká dos animais (PR), Cleuber Vaz (PODE), Gilmar Antônio Neto (PODE), Higor Bueno (SD), Idelvan da Saúde (PSC), Luiz do Socorro Moreira - Luiz Pamonheiro (PODE), Marciel Oliveira Mesquita - Tudo Caipira (SD), se deslocaram para o local, onde já estavam os vereadores: Claudio Lima (MDB) e Marciel Oliveira - Tudo Caipira(UB) que compõe a comissão de trabalho junto aos movimentos em favor das comunidades afetadas. O presidente Jair Humberto ressaltou a importância da luta e o aval de todo os legisladores em prol da mesma e comemorou as primeiras conquistas com a reunião marcada na tarde da manifestação entre representantes do movimento e também das mineradoras: "Hoje é um dia muito importante para todos nós. A Câmara cumpri o seu papel de propor discussões e abrir a tribuna para a população e se colocar do lado daquele que está sendo injustiçado. Nós não somos contra empresa, não somos contra CNPJ, somos contra injustiça. E nós entendemos que o diálogo é melhor meio de criar uma alternativa, uma solução. Hoje, estamos aqui com os 17 vereadores, hipotecando apoio ao movimento para que se possa resolver esse problema, para que eles possam ser ouvidos. E uma comissão está indo para reunir com diretores nesse momento. E, é isso que nós queremos: uma solução. Nós queremos empregos, queremos impostos, mas nós queremos respeito, nós queremos que os donos das terras possam discutir com quem quer que seja o interessado, meios justos de passar essa propriedade. Não se pode retirar a propriedade de alguém aleatoriamente sem que a pessoa tenha ao menos a possibilidade de discutir. Nós somos gente que cuida de gente, nós gente que se importa com gente. Somos um lugar de solo rico, mas a maior riqueza desse lugar é o povo. E nós queremos muito hoje estar desse lado. Espero que consigamos esse objetivo!".

O vereador Claúdio Lima foi quem levou a luta dos moradores das comunidades até a Câmara. Por estar acompanhando, ele relata, como arquitetou para chamar a atenção da sociedade para abraçar a causa como ele e sucessivamente os colegas vereadores abraçaram também. E com posicionamento firme mostra o papel do executivo junto ao legislativo, assim como as instituições que somaram forças ao movimento: "O mais importante é o fortalecimento dos movimentos. A Câmara de Vereadores é uma instituição independente, mas ela precisa absorver o sentimento e os pedidos das pessoas. A judicialização dessas famílias é algo covarde que está sendo implementado por essas mineradoras. O preço é injusto, a negociação é injusta, é um grande teatro que se monta. E nós desde o primeiro momento nós estamos juntos a esses moradores, pequenos proprietários rurais que sobreviviam da agricultura e pecuária familiar. Então, nós chamamos a Câmara de Vereadores para a discussão. Levei o projeto de lei sabendo de sua inconstitucionalidade dele, mas quando coloquei foi apenas, praticamente, a cópia da CLT. Coloquei para que chamar a atenção da sociedade. Nessa manifestação que estamos, e que, teve nessa manhã a presença do Prefeito Adib Elias, todos os vereadores, várias instituições, entidades, mostrando para essas instituições que estamos os apoiando e mostrando para essas mineradoras que somos fortes".

Como um dos representantes da comunidade rural na Câmara e também como membro da comissão em prol do movimento de apoio aos moradores das comunidades rurais afetadas, o vereador Maciel Tudo Caipira ressaltou a forma da condução da manifestação, o foco por justiça e também enfatizou a parceria com os colegas edis: "Estamos aqui na manifestação desde as 4h da manhã, acompanhando as famílias que estão sendo desapropriadas pela CMOC e Mosaic. Uma manifestação pacífica em busca de respeito para com essas famílias, que essas famílias sejam indenizadas de forma justa. Por isso estamos aqui, não só eu, mas todos os meus colegas vereadores que abraçaram essa causa!".

Luiz Pamonheiro reforçou a fala do colega, acrescentando: "Estamos aqui para dar apoio, suporte a essas famílias que estão buscando justiça com a suas histórias. Onde o povo estiver, nós estamos juntos!".

O jovem vereador Higor destacou mais uma vez sobre seu desejo em contribuir para a causa junto aos pares, assim como o desejo de que as famílias sejam respeitadas: "Não é porque a gente não tem ligação direta com essas comunidades que temos que eximir da responsabilidade porque representamos todos município. E aqui não existe outra palavra a ser colocada a não ser que essas famílias estão sendo usurpadas por uma empresa privada, uma empresa que não tem vínculo com a nossa terra. E nós todos os representantes do legislativo, por isso estamos aqui colocando à disposição o nosso apoio a nossa garra, a nossa luta e a nossa responsabilidade com a nossa comunidade. E nesse caso, para que essas famílias tenham, no mínimo um acordo respeitoso!".

Em um tom de grande indignação, o vereador Cleuber, colocou sobre a união dos parlamentares no empenho em ajudar na causa dos interesses da comunidade para que justiça seja alcançada. E também colocou sobre outros problemas causados pelas mineradoras, como graves problemas ambientais que ele destaca: "Estamos todos de mãos dadas em um só objetivo: ajudar essas famílias das duas comunidades, serem respeitadas. Porque não é justo essas empresas que, nem brasileiras são, vir aqui e, através de seus representantes, fazer do jeito que eles querem. O povo precisa ser respeitado. Apontei no dia que os moradores estiveram na Câmara que outros pontos em relação a essas empresas nos incomodam como, as águas estão sumindo, essas mineradoras estão acabando com nossas nascentes, entre outros pontos ambientais e aí agora eles arrumam uma forma de pegar essa terra de interesse deles, da forma que eles querem? Não é assim! Tem que haver a valorização de cada pessoa, de cada família que juntas formam a história dessa comunidade e também fazem parte da história da nossa cidade. Se há a necessidade da venda, que ela seja feita de forma justa!".

Por ter vínculos nas comunidades, o vereador Idelvan , também valoriza o movimento em defesa das famílias: "Tenho vários amigos aqui na Macaúba e nos Coqueiros e conheço a luta que essas famílias vêm enfrentando. E vejo que esse movimento pacífico que vem sendo realizado é muito importante e por isso, eu e todos os meus colegas vereadores, estamos imbuídos em somar para que as famílias tenham um mínimo de respeito em relação ao que vem passando!".

Como ex-secretário municipal de Habitação, o vereador Gilmar, entendedor dos tramites burocráticos, ressalta a relação das famílias com as terras, assim como o que colhem, literalmente, durante toda vida através delas. E de forma categórica, aponta um grave problema que ele descreve, em relação as mineradoras com o Meio Ambiente: "É nossa obrigação estar junto as pessoas que estão sendo vilipendiadas de seus direitos a suas terras, tirando a subsistência dessas famílias que, há décadas, tem seu sustento retirado dessas terras. E, infelizmente, pelo poder econômico das mineradoras, elas vêm tentando retirar essas famílias sem dar a elas, o mínimo de condições de subsistência, pós a venda dessas terras. E outra questão muito importante é o que está acontecendo nas questões ambientais, como o lençol freático rebaixado. Por isso, temos que estar, todos, nessa luta. Só assim, conseguiremos que ela seja justa. E, por isso os vereadores se colocaram à disposição para dar apoio a essas famílias para que elas não possam ser deixadas de lado. Justiça tem que ser feita!".

Vereador Kaká dos animais, ressaltando a luta coletiva, falou de tudo que gira ao longo dessa história, pedindo respeito sobre esse fator que reúne presente e passado de gerações catalanas e que, ele demonstra desejar seja também do futuro: "Esse movimento vem reafirmar que essa causa é de todos nós. Temos que abraçar, e na Câmara de vereadores foi unânime, onde todos estão engajados nessa causa. E aqui nessa BR(054), já estamos concretizando essa união, essa corrente de forças, porque as mineradoras já chamaram os moradores para conversar, sinalizando que poderemos, em breve, colher grandes frutos dessa luta. Essa gente tem que ser valorizada e eles tem que entender que essa terra é da nossa gente, terra dos nossos ancestrais e dos nossos antepassados, que aqui, nós vivemos, aqui queremos criar nossos filhos e netos. Podem sim, explorar a riqueza, o solo, mas, acima de tudo, respeitando as pessoas que fazem parte dessa história!".

As falas foram finalizadas pelo vereador Sargento Anísio que pontuou:"Estamos aqui defendendo o povo catalano! Deus fez dessa terra produtiva para o nosso povo, aqui muitos nascera, cresceram , criaram suas famílias. E, é por esse povo que estamos nessa luta. Para que uma solução justa aponte uma boa situação para esses moradores, porque para a empresa já está bom, mas é necessário que para esses proprietários também tenham esse sentimento de que estão sendo tratados com justiça, e nós que somos representantes estamos nessa luta e vamos permanecer, até que isso se resolva!".

Comunicar erro
Mosaic - Campanha ESG 728 x 90
Campanha Dengue Caldas Novas Jan 2
Campanha Preventiva Dengue FMS Cbba 728 x 90

Comentários