Refiz Economia 2021
Mosaic Social

"Goiás dá bom exemplo em tudo que faz", destaca Caiado ao lado do ministro da Educação

Governador projeta que abstenção do Enem no Estado será a menor do país. Milton Ribeiro destaca que Goiás é "exemplo" e "um grande parceiro do MEC e governo federal nas ações da educação"

Por Redação em 18/01/2021 às 09:57:20
Governador Ronaldo Caiado, ao lado do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e da secretária Fátima Gavioli, em visita o Colégio da Polícia Militar Hugo de Carvalho Ramos. (Foto: Solimar de Oliveira)

Governador Ronaldo Caiado, ao lado do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e da secretária Fátima Gavioli, em visita o Colégio da Polícia Militar Hugo de Carvalho Ramos. (Foto: Solimar de Oliveira)

O governador Ronaldo Caiado acompanhou, na tarde deste domingo (17/01), o ministro da Educação, Milton Ribeiro, em visita ao Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás (CEPMG) Hugo de Carvalho Ramos, localizado no Jardim Goiás, durante a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A comitiva constatou a grande adesão nos locais de prova em Goiás. A projeção do governador é que o Estado desponte entre as unidades federativas com baixa abstenção no certame. "Goiás dá um bom exemplo em tudo que faz. Acredito que Goiás será o primeiro lugar no percentual de alunos fazendo a prova do Enem", projetou.

A comitiva, composta ainda pela secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, e pelo deputado federal José Nelto, verificou as condições de aplicação da prova e as medidas adotadas para garantir a segurança dos estudantes com protocolos para prevenção à Covid-19.

De acordo com o ministro, uma análise deste primeiro dia do Enem deve ser feita e apresentada em Brasília, mas, adiantou que, considerando a pandemia de Covid-19, uma primeira impressão é de que "correu tudo dentro do esperado".

Ainda segundo o ministro, não há que se falar em prejuízo aos estudantes, já que o governo federal trata com seriedade e amadurecimento todo o processo e não poupará esforços para que todas as questões e eventuais problemas sejam resolvidos com justiça e equidade. Para Milton Ribeiro, esse foi, inclusive, o teor da decisão de que os 160 mil inscritos no Enem no Estado do Amazonas, que enfrenta com gravidade os efeitos da pandemia, façam o exame nos dias 23 e 24 de fevereiro, quando também farão as provas, os estudantes que solicitaram a reaplicação em decorrência de apresentarem problemas de saúde.

Em todo o território nacional, o número de inscritos para o Enem foi de 5,7 milhões. Somente da rede pública estadual de ensino, foram contabilizados mais de 46 mil candidatos. Para estes alunos, o Governo de Goiás assegurou acesso aos conteúdos e suporte para preparação intensificada para a prova com uso de novas tecnologias.

Enfático em suas palavras, Caiado defendeu a educação como um dos pilares da atual gestão no governo estadual. "Goiás tem dado o exemplo de que realmente não só falamos no discurso, mas, na prática, a prioridade é a nossa educação". Além de exibir o primeiro lugar do país no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) na avaliação do ensino médio, o governador reconheceu o esforço na rede estadual para garantir oportunidade aos estudantes de alcançarem um bom desempenho no exame. "O nosso Goiás Bem no Enem foi uma campanha feita diariamente", afirmou.

Ronaldo Caiado falou ainda que as escolas estão mais bem preparadas e, com isso, o Estado avançou muito na qualidade do atendimento aos estudantes. O governador de Goiás destacou o trabalho de toda a equipe da Educação e, de forma especial, o empenho pessoal da secretária Fátima Gavioli, lembrada por ele como "extremamente determinada e corajosa".

Para o governador, a estrutura implementada para a preparação do Enem em Goiás é resultado não apenas do trabalho de excelência desenvolvido na Secretaria de Estado da Educação (Seduc), mas reflete também o suporte do Ministério da Educação (MEC). Caiado agradeceu o apoio e tratamento dado a Goiás na área educacional. "A estruturação de nossas escolas, o apoio aos nossos professores e em todas as ações, têm total repercussão no Estado diante da sua boa gestão à frente do ministério", completou.

"É sempre uma alegria poder estar aqui neste Estado", revelou Ribeiro. O ministro, que concedeu entrevista nas dependências do CEPMG Hugo de Carvalho Ramos, da rede estadual de ensino, disse que Goiás tem sido exemplo para o país e que o Estado é um grande parceiro do MEC e governo federal nas ações da Educação no Brasil. De acordo com ele, inclusive, esse é o motivo de sua visita a Goiás neste primeiro dia de provas do Enem.

Milton Ribeiro, ao anunciar uma entrevista coletiva à imprensa no seu retorno à capital federal, disse que serão averiguados os ruídos e dificuldades enfrentados para a realização do Enem neste momento, e destacou a importância do exame. "O Enem é importantíssimo para a Educação brasileira, sobretudo para os alunos das escolas públicas", afirmou o ministro, que esteve, de manhã, em Curitiba, no Paraná.

Goiás Bem no Enem

A preparação para o Enem em 2020 teve o auxílio de tecnologias e priorizou assegurar o acesso dos estudantes aos conteúdos. Os materiais de estudo foram disponibilizados via TV Brasil Central, com aulas produzidas pela Seduc, por meio da Superintendência de Ensino Médio. Além disso, os alunos da terceira série passaram a receber videoaulas, blocos de listas de exercícios, lives e pílulas do conhecimento (vídeos curtos com dicas). Outros canais foram utilizados, entre eles, WhatsApp, portal NetEscola, perfil do Goiás Bem no Enem no Instagram e canal do programa no YouTube.

A maratona de estudos contou ainda com o Desafio Weekend, lista de questões no padrão da avaliação nacional, dividida em quatro áreas de conhecimento: Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática e Linguagens e Códigos. Posteriormente, os jovens recebiam videoaulas com a resolução dos enunciados. Em dezembro, foram realizados dez aulões que incluíram disciplinas de história, matemática, redação, química, física, língua portuguesa e línguas estrangeiras (inglês e espanhol).

Fonte: Com informações da Secretaria de Estado de Comunicação de Goiás

Comunicar erro
Saneago
CMOC Queimadas
Sefac 10 anos Super

Comentários