Campanha Dengue FMS Davinopolis
Campanha Camara Municipal de Tres Ranchos Outubro 728 x 90
Campanha Prevencao Queimadas Secom Goias Julho 2024 1

Expedição Cicloturística Estrada de Ferro Goyaz percorre Estações Ferroviárias no percurso de Goiânia a Araguari (MG)

Anhanguera, capital do Limão Taiti marca sua história inicial como portal de entrada da ferrovia em Goiás

Por Redação, Carlos Duarte e Informações: Carlos Duarte em 02/06/2024 às 20:14:59

Na madrugada da última terça-feira (28/05), 15 ciclistas iniciaram, na antiga Estação Ferroviária de Goiânia (Praça do Trabalhador), a Expedição Cicloturística Estrada de Ferro Goyaz, promovido pela Liga Goiana de Ciclismo. A interação é mais que uma jornada esportiva de atletas que praticam e amam o ciclismo. O comboio percorreu cidades, distritos e estações da região da estrada de ferro, entre a capital goiana e a cidade mineira de Araguari, onde os participantes chegaram no final de tarde e início de noite de sábado (1º de junho).

A intenção foi de passar pelas localidades e fomentar uma movimentação para criar uma rota turística, algo semelhante ao Caminho de Cora. "Há estações da estrada de ferro que podem ser restauradas, é uma região que pode ter um movimento turístico, gerando renda para as localidades, principalmente as menores e que não têm mais a estrada de ferro", explicou o ex-ciclista Tony Magalhães, que encabeça a lista de 15 ciclistas que pedalaram cerca de 450 km. Há seis atletas de Brasília, dois de Minas Gerais e sete de Goiás no comboio. A rota foi planejada pelos atletas: Dr. Álvaro de Paula (Goiânia), Jair Júnior (Ipameri) e Júlio Cesar (Campo Alegre).


No primeiro dia de Expedição, os ciclistas passaram por Bonfinópolis, Leopoldo de Bulhões e Silvânia, onde pernoitaram. No roteiro do segundo dia passaram por Vianópolis, Ubatan (município de Orizona) e Pires do Rio. Seguindo o itinerário no terceiro dia passaram por Urutai, Ipameri. No penúltimo dia de trajeto, sexta feira dia 31 de maio, os ciclistas saem de Ipameri, passam por Goiandira, e pernoitaram em Cumari.


O último dia sábado, 1º de junho saíram de Cumari, percorrendo a via histórica antiga da Estrada de Ferro de Anhanguera passando pela estrada da antiga Usina Hidroelétrica na Fazenda do ex-prefeito Virgílio Carvalho Alves, passando na antiga Ponte do Córrego do Desastre, na Área de Proteção Ambiental do seu Ricardo e seu filho Vinicius Carvalho, no Pórtico de Entrada de Anhanguera Enildo França, na Avenida Belchior de Godoy, na Réplica da Estação Ferroviária da Saudade Hytagino Jerônimo de Almeida, no Complexo Turístico Esportivo Levinson da Silva aonde tiveram pausa para almoço conhecendo um pouco da capital goiana do Limão Taiti, no Hotel Pousada Teodolino Pereira aonde foi disponibilizado barcos para a travessia do Rio Paranaíba até o lado do município de Araguari MG, que passaram ainda pelo povoado do Amanhece chegando a antiga estação – hoje Palácio dos Ferroviários de Araguari MG.


Jair Júnior, um dos responsáveis pelo itinerário, a gente fez um estudo de rota, de horário e chegada aos locais, visto que são 34 estações, entre as reformadas e ruinas, muitos detalhes diante do cronograma a cumprir em cinco dias, no qual tem dado certo com toda a logística de um ônibus, carreta e carro que acompanha de sustentação e apoio, comunicação de rádio aonde atletas são acostumados com cicloviagens, envolvidos no preparo e no bom andamento. "O principal é o potencial turístico de todo o percurso, seja na valorização ambiental do nosso cerrado e cultural. "


O jornalista e escritor Edmar Cesar registrou um pouco a nossa reportagem. "Daquele tempo que se foi, muita coisa mudou, Anhanguera, a primeira cidade do estado de Goiás contemplada pelos trilhos da estrada de ferro é, hoje, uma aconchegante e receptiva cidade. A ponte, os trilhos e a antiga estação ferroviária não existem mais, porém, algumas lembranças, como a placa da passagem do trem noturno de passageiros pela estação, no dia 8 de novembro de 1952 e tantos outros objetos históricos, ainda são guardados por anhanguerinos que preservam a história ferroviária do município e diante, a peça histórica, podemos assim considerar, à disposição de todos, que é o nosso livro Estrada de Ferro de Goyaz – As Fitas de Aço da Integração.


O trecho Cumari - Anhanguera da Estrada de Ferro Goyaz, foi palco de uma tragédia na noite de 23 de fevereiro de 1944, chovia muito a enxurrada derrubou um aterro 10 metro de altura, fazendo que o trem lotado saísse dos trilhos afundando na lama e escuridão, deixando 9 mortos inclusive o maquinista conhecido como a Ponte do Córrego do Desastre. Registrando este momento histórico, a gestão Marcelo Paiva rememora e homenageou durante a passagem dos ciclistas, o Sr. Manoel Agapito e familiares.


Neto e filho de ferroviário, o prefeito de Anhanguera, Marcelo Martins de Paiva, muito emocionado ao receber os ciclistas e visitantes, salientou que a atividade resgata e revive o desenvolvimento ambiental, cultural, turístico e econômico da cidade.


Para o ciclista e fisioterapeuta Dr. Lucas Miranda Guimarães de Anhanguera, que fez o percurso ao lado dos idealizadores da ideia de Cumari – Anhanguera Goiás a Araguari MG. "Hoje a palavra é parabenizar a todos os organizadores, todos os gestores que abraçaram o projeto, que muito mais que o esporte, pois resgata o turismo e os valores culturais de cada cidade, sendo um aprendizado a todos os participantes, sobre o legado da ferrovia ou seja a paixão de quem é filho ou familiar de ferroviário, teve a proximidade com esta história e vive o momento. Prefeituras de Araguari, Anhanguera, Cumari, Goiandira, a Secretaria de Estado de Esportes de Goiás, enfim fazendo uma forte interação e assim fazendo movimentação em todas as cidades do percurso." - ressalva o atleta.


Emocionado Ênio Mariano, filho de Tércio Mariano, que já desembarcou várias oportunidades na Estação Ferroviária de Araguari MG – Km 0 da Estrada de Ferro Goyás relembrou a época que viajava de trem para jogar contra a equipe do Ferroviário, e reviver no ciclismo é a reativar o turismo as dificuldades que nos antepassados viviam, e a importância deste trajeto para a integração de Minas Gerais e Goiás, passando nesses 450 Km até Goiânia, capital de Goiás.

Comunicar erro
Mosaic - Campanha ESG 728 x 90
Campanha Detran Goias Ferias Jun 1
Campanha Preventiva Dengue FMS Cbba 728 x 90

Comentários