Refiz Economia 2021
Mosaic Social

Vice-governador articula restauração do aeroporto de Crixás

Lincoln Tejota e presidente da Goinfra, Pedro Sales, vistoriam local e se reúnem com empresários, a fim de estabelecer parceria para obra

Por Redação, Mara Rubia em 07/04/2021 às 16:38:02
Vice-governador Lincoln Tejota e presidente da Goinfra, Pedro Sales, vistoriam aeroporto de Crixás e discutem parcerias que prevêm balizamento noturno para o local (Fotos: André Costa)

Vice-governador Lincoln Tejota e presidente da Goinfra, Pedro Sales, vistoriam aeroporto de Crixás e discutem parcerias que prevêm balizamento noturno para o local (Fotos: André Costa)

O vice-governador Lincoln Tejota, acompanhado do presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, se reuniu, nesta quarta-feira (7/04), com o prefeito de Crixás, Carlos Seixo, e representantes da mineradora AngloGold Ashanti, Carlos Paraizo e Rogério Carvalho, e da empresa Servitec, Genésio Ferreira, para articular parcerias para obras de restauração no aeroporto de Crixás. A obra vai beneficiar grande parte do Estado, já que o aeroporto promove a integração aeroviária, melhorando a infraestrutura de transporte em toda a região Norte de Goiás.

Participaram, também, do encontro, o vice-prefeito de Crixás, Tiago Dietz; o prefeito de Uirapuru, Elivan Carreiro; além de vereadores. O objetivo é que o aeroporto passe a ter balizamento noturno, o que permite o funcionamento em tempo integral, e um terminal de passageiros.

Para dar início ao projeto, a prefeitura de Crixás cedeu o aeroporto à Goinfra, o que torna a agência responsável pela gestão do local e viabiliza a aplicação de recursos estaduais. Além disso, a gestão municipal tem intermediado as conversas com a iniciativa privada, a fim de que sejam firmadas parcerias que permitam ao poder público estadual fortalecer recursos para o projeto.

A Goinfra prevê investimentos da ordem de R$ 1 milhão na obra, que deve contar com a construção de uma nova pista de pouso e decolagem, taxiway, pátio de aeronaves, estacionamento, trevo de acesso, alambrado em todo

perímetro, indicador horizontal de vento e terraplenagem. A prefeitura está disponibilizando a mão de obra de engenheiros e topógrafos para preparar o terreno, e vai ficar responsável pela manutenção após a conclusão das obras.

Parceria

"Nada duradouro é feito de forma isolada. Eu acredito nas parcerias como forma de obtermos sucesso nas entregas que a população espera de nós. Momentos difíceis exigem soluções inteligentes", destacou o vice-governador.

Essa não é a primeira parceria firmada com a mineradora Serra Grande, unidade da AngloGold Ashanti, em Crixás. Há poucas semanas, a empresa se comprometeu a contribuir com obras de mobilidade na região, que incluem a pavimentação de um trecho da GO-336 e a ponte de concreto sobre o Rio Vermelho.

De acordo com Tejota, a restauração do aeroporto também é uma forma de uniformizar o desenvolvimento em Goiás, pondo fim às ilhas de progresso. "Sabemos que investimentos como esse trazem desenvolvimento para a cidade e para a região. E essa é uma determinação do governador Ronaldo Caiado: regionalizar o desenvolvimento, oferecendo oportunidade em todos os locais", salientou Lincoln Tejota.

Socorro ágil

O prefeito de Crixás, Carlos Seixo, que também é médico, destacou, ainda, o benefício para o atendimento de saúde que o aeroporto vai proporcionar. "Vamos ter condições de transportar pacientes com mais agilidade para os grandes centros, em caso de necessidade. E não só pacientes de Crixás, mas de toda a região. Isso hoje fica comprometido por causa da falta do balizamento noturno. Viabilizar essa obra significa rapidez em salvar vidas", afirmou.

Além disso, o prefeito destaca que uma obra desse porte e qualidade também desperta a atenção de investidores, inclusive de capital internacional, o que melhora as condições econômicas locais. "Só tenho a agradecer ao governador e ao vice-governador pelo apoio e pela visão de futuro", disse.

O presidente da Goinfra, Pedro Sales, apresentou o projeto elaborado pela agência e explicou quais as contrapartidas devem ser prestadas pelos entes envolvidos. "O que nós buscamos é entregar uma obra que esteja dentro do padrão exigido pela Associação Nacional de Aviação Civil (Anac). Queremos que esse aeroporto seja um modelo para todo o estado. Com esse projeto, o aeroporto não perderá, em termos de qualidade e estrutura para nenhum outro em Goiás e não haverá qualquer restrição de operação", encerrou.

Fonte: Com informações da Vice-Governadoria do Estado de Goiás e Goinfra

Comunicar erro
Saneago
CMOC Queimadas
Sefac 10 anos Super

Comentários