Camara Municipal de Cumari Institucional
Sistema FAEG-Ao seu lado sempre que precisar
Mosaic Da Mina ao Campo Dez 21 - 2

Goiânia: Caiado planta ipê e lança Movimento Goiás pelo Cerrado

Iniciativa, coordenada pela Seduc em ação conjunta com a Semad, bem como diversos segmentos parceiros, visa potencializar atenção ao bioma. Parque Ambiental Leolídio di Ramos Caiado, em Goiânia, é um dos locais escolhidos para recomposição da flora

Por Redação, Carlos Duarte e Fotos: Wesley Costa em 22/09/2021 às 02:55:07
O governador Ronaldo Caiado planta ipê durante lançamento do Movimento Goiás pelo Cerrado, nesta terça-feira (21), Dia da Árvore: ação distribui, de imediato, 15 mil mudas em áreas de nascentes

O governador Ronaldo Caiado planta ipê durante lançamento do Movimento Goiás pelo Cerrado, nesta terça-feira (21), Dia da Árvore: ação distribui, de imediato, 15 mil mudas em áreas de nascentes

O governador Ronaldo Caiado participou, nesta última terça-feira (21/9), do lançamento do Movimento Goiás pelo Cerrado, projeto voltado para a proteção do bioma, em Goiás. O evento, que também marcou as comemorações pelo Dia da Árvore, foi realizado no Parque Leolídio di Ramos Caiado, em Goiânia.

No local, acompanhado por alunos, ele plantou um ipê, o que simboliza a distribuição imediata de 15 mil mudas em todo o Estado. A ação ocorre sob coordenação da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com a Pasta do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.


O Movimento Goiás pelo Cerrado nomeou ainda os 40 estudantes selecionados para ocupar a função de Embaixador do Cerrado. O grupo foi escolhido em concurso de redação e passa a integrar ações da Seduc para proteção do bioma. Durante a solenidade, os três primeiros colocados no concurso, alunos e professores, foram premiados com notebooks. As redações foram escritas com base no tema "Consumo consciente de recursos hídricos e energéticos no Cerrado".

"Em cada lugar do Estado de Goiás, nossas crianças estão reflorestando cabeceiras de rios e nascentes", destacou Caiado. Para ele, os estudantes que recebem a incumbência de embaixadores do Cerrado têm papel multiplicador. "Vocês são líderes, são referência em suas escolas", pontuou. Ele destacou a função de semear condutas de preservação e recuperação ambiental. "Aquilo que vocês transmitem a todas as pessoas na escola, e também na comunidade em que vivem, é uma referência", avaliou.

Para a titular da Seduc, Fátima Gavioli, a educação é a base para construir a consciência de preservação dos recursos naturais para as próximas gerações. "Se quero viver em um Goiás melhor, em um Brasil melhor, o segredo está em investir nesses meninos aqui", defendeu. Para ela, os 40 embaixadores já trazem consigo a consciência ambiental, característica estimulada dentro da proposta educacional do Estado. "Tudo o que vocês quiserem plantar tem que estar dentro da educação", acrescentou.

A secretária de estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, expressou alegria pelo momento que contribui para o que ela classificou como uma "construção diária em busca da preservação e sustentabilidade". Segundo avalia, "cada vez que a gente planta uma árvore, coloca ali um depósito de confiança em um processo que nos leva a um patamar equilibrado".


O governador Ronaldo Caiado assinou, em conjunto com os estudantes, documento que formaliza o compromisso de colaborar com projetos de educação ambiental nas respectivas unidades escolares e também junto à comunidade nos municípios. Cada aluno recebeu uma medalha representativa da função assumida.

Em nome dos embaixadores, a estudante Isis de Brito Fernandes, da cidade de Goiás, defendeu o momento como um dia "histórico para a proteção do Cerrado". "Nosso compromisso é direcionar esforços para que a sociedade assuma uma ação cidadã na perspectiva de valorizar o Cerrado", sintetizou. A aluna ficou em primeiro lugar no concurso de redação.

Goiás pelo Cerrado

A iniciativa congrega diversas instituições parceiras, entre elas Saneago, Semad, Assembleia Legislativa de Goiás, Sociedade Ambientalista Brasileira no Cerrado e Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO).

No segmento educativo, o foco é promover políticas públicas voltadas para áreas como direitos humanos, sustentabilidade, diversidade, inclusão social, ética e cidadania. Além disso, busca direcionar esforços para assegurar o bem-estar físico, emocional, social e intelectual dos estudantes das redes públicas estadual e municipais.

O deputado estadual Jeferson Rodrigues integra a iniciativa desde a concepção e visualizou a concretização dos objetivos do projeto. "Dentro de vocês [estudantes] já está esse legado, algo que ninguém nunca mais irá tirar: o amor pelo Cerrado, pela preservação ambiental e em favor dos nossos recursos hídricos", defendeu.

Plantio de mudas

O Parque Leolídio di Ramos Caiado, na capital, recebeu aproximadamente 100 mudas. O governador integrou a proposta de plantio e defendeu o cuidado integral com as árvores. "É como uma criança, temos que cuidar para ela ter robustez, para crescer com toda a segurança e, ao mesmo tempo, ter vida para amanhã dar mais sombra e mais condições do terreno oferecer água" destacou.

Caiado fez menção ao primo, Leolídio, que dá nome ao parque ambiental. "Era um apaixonado pelo Araguaia e tinha, desde aquela época, a consciência da necessidade de preservarmos nascentes, mananciais, rios, flora e fauna", destacou.

Estiveram presentes à solenidade o representante do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, e presidente da Companhia de Urbanização do Município de Goiânia (Comurg), Alex Gama; a esposa do deputado estadual Jeferson Rodrigues, Marisa Alves; a vice-reitora da Universidade Federal de Goiás (UFG), Sandramara Matias Chaves; a superintendente de Modalidades e Temáticas Especiais da Seduc, Núbia Rejane; a governadora do Rotary Internacional Distrito 4530, Sandra Gonçalves Dias; o comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, tenente-Coronel Daniel Vinícius Toledo; coordenadores regionais de Educação, gestores, professores e estudantes.



Fonte: Com Informação do Goiás Agora

Comunicar erro
Saneago
Campanha Coronavirus Ipameri
FGM Institucional

Comentários